segunda-feira, 7 de outubro de 2013

JOÃO

nunca um engravatado nervoso, tímido
funcionário do violão ou não
cometeu tanta extravagância e beleza


outros engravatados
de loquela, majestade e mestria, se acumularam
na bossa nova, na música popular (o abraço
merecido ao Bonfá, que toca agora) - não foi
ninguém porém tão


endemoninhado, precioso, preciosista
quanto João Gilberto
abandonando às vezes plateias rumorosas
turbulentas


néscia e frondosa é a juventude, sobretudo tão
sem peia, desengravatada


João some no palco, se atrapalha
na cortina


não encontra saída para esta insolência mal sincopada
o caminho de volta para a Copacabana interior
ou a delonga incessante em apartamento sobre o mar
inundado de luz - de luz própria -


e por ali, no violão gago (tartamudos também estes versos)
ser plateia de si mesmo



Miguel-Manso
in Tojo, Relógio D' Água.


Stan Getz/João Gilberto - Pra machucar meu coração

Sem comentários:

Enviar um comentário